Bier Fest Taberna do Vale

A pouco mais de uma semana , no dia 17/09 a Taberna do Vale, cervejaria escola de Nova Lima organizou uma maravilhosa festa cervejeira: o BierFest, um Festival de cervejas Artesanais.

Tive a oportunidade de conferir e não deu em outra: muitas cervejas de qualidade, Rock’n Roll e diversão.

Mais de 15 produtores de cervejas artesanais apresentando diferentes estilos e alguns revolucionários. Fiz uma tour e registrei parte da bebedeira.

Cordialmente comecei por uma das Cervejas da anfitriã Taberna do Vale  Helles :

Bem avermelhada, levemente turva e de extrema drinkability. Breja ideal para se beber inúmeros volumes e claro, com muita qualidade. Felipe mostrou que aprendeu mesmo fazer uma boa cerveja alemã.

Pude ainda degustar a Carol Weiss, Mariwit e bem mais tarde a Grand Cru, todas deliciosas. Infelizmente nem todas foram registradas.

Layla, Ana nos acompanharam no incício da Festa

Fui cumprimentar alguns amigos e ao me deparar com uma autêntica cerveja mineira não resisti e resolvi apresentar a breja aos amigos e esposa que me acompanhavam:

OLA GoiabAle:

Por que optei por começar com ela: Minha esposa não curte cervejas amargas nem as convencionais, a Ana mal conhecia cervejas especiais e Webim, conhece muitas e apesar de ter gosto bem variado, sei que é bem exigente, nada melhor que apresentar uma breja elaborada especialmente para o concurso mineiro com ingrediente da nossa culinária, a Goiaba.

Foi “Tiro e Queda”. Adoraram e se surpreenderam com a breja. Não foram apenas eles, Todas as pessoas com as quais eu conversei pensaram o mesmo: a breja estava demais.

Com baixo amargor, corpo médio, delicioso aroma de goiaba e uma aparência sugestiva, uma marrom acobreado lembrando uma goiabada! Muito boa mesmo.

Segundo o trio, Otávio, Lucas e Alfredo, a goiaba é adicionada em forma de geléia e ainda estão fazendo testes para engarrafar a breja que atualmente só se encontram na versão de barril.

Webim e Eu provando as brejas da OLA com os amigos Otávio, Lucas e Alfredo

Pude ainda provar os outros estilos disponíveis pela turma da OLA. Uma Strong Golden Ale, Irish Red Ale (daquelas que você quer beber 20 copos) e uma empolgante Porter com lupulagem diferenciada. Essa turma da OLA está de parabéns pelas belas cervejas!

Na seqüência fui de torneira em torneira provando as produções mineiras e aprendendo um pouco sobre cada uma:

Old Rock

Fui conhecer mais uma cerveja da dupla infernal Emanuel e Antonio Augusto:

Emanuel e a Old Ale da Old ROck!

Como era de se esperar. Genial!!

Os caras levaram uma Old Ale simplesmente deliciosa. Na boca grande equilíbrio entre maltes e lúpulo seguindo no aroma. Com muita personalidade, uma cerveja expressiva que não resisti e bebi mais de 2 copos ao longo da festa. Pode parecer pouco, mas eram muitas brejas a serem degustadas, hehehe.

Grimor 21

A começar pela apresentação da Cerveja: Linda!

O casal Gabriela e Patrus são impecáveis neste ponto. Se você tiver a oportunidade de comprar esta breja na garrafa vai ser contemplado com um rótulo espetacular e ainda pode optar por levar na caixa personalizada. Trabalho profissional! Espetacular. Se tiver a oportunidade de beber na pressão, sendo tirado por eles, uai, você poderá ser presenteado com a simpatia do casal que gentilmente fala com todo prazer da elaboração desta deliciosa cerveja. Uma atenção impar! E não é marketing para vender a breja não. Ela se vende pela qualidade e claro pela criatividade e ousadia do casal.

A Grimor 21 é uma Herb Bier, uma cerveja que leva em sua receita Rosas e Hibisco. Surpreendente e deliciosa. Dourada e levemente turva, amargor presente que proporciona grande drinkability (na minha opinião marca registrada da Grimor).

Ouropretana

De Ouro Preto, Leonardo Trópia e seu sócio levaram mais uma cerveja para se beber aos montes: Uncle John Pale Ale

Bela coloração avermelhada, turva, no aroma maltes tostados e caramelo, no sabor um bom amargor, e mais maltes caramelizados e tostados. Cerveja saborosa e muito fácil de se beber! Parabéns pessoal.

Cerveja Profana

Um privilégio poder beber a Profana Bock.

Para quem não sabe a receita do meu amigo Cristian , Profana Volúpia foi eleita a melhor do país em 2009 no Concurso Nacional das Acervas – RJ

As produções do Cervejeiro de Juiz de Fora são impecáveis. Fazem jus à sua reputação. Bem maltada, no aroma e sabor muito caramelo, lupulagem para dar equilíbrio. Álcool bem inserido, nada agressor mas que se apresenta bem Deliciosa.

Cerveja MG-30.

Outra turma que fiquei conhecendo pessoalmente neste dia.

Os caras levaram uma Brown Ale deliciosa. Apesar da lupulagem não apresentar notas cítricas como os lúpulos mais usados em geral, Cascade e Amarilo apresnetam, a carga da flor usada na breja dá indícios de que é uma American Brown Ale. Excelente amargor que chaga a sobressair aos maltes chocolate, caramelo e tostado que também estão ali. Excelente cerveja que pude degustar em ótimo bate papo e ótimas companhias.

 VM Beer

A turma da VMBEER marcou presença com uma Dry Stout muito boa.

Não possui a carga  excessiva de maltes torrados que muitas brejas do estilo apresentam, o que valorizou os maltes caramelizados. Outro ponto importante é a carga de lúpulo marcante, que segundo os confrades presentes, é a assinatura do Alfredão.

Cerveja Independente

Daniel Marques levou para festa uma deliciosa cerveja: American IPA.

Segundo o cervejeiro a breja está sendo aperfeiçoada para o concurso nacional de 2012. E podem se preparar que vem coisa boa aí. As brejas do estilo em geral são mais encorpadas que a versão da Independente IPA, mas acredito que este pode ser um trunfo de Daniel, que apresenta em sua cerveja uma deliciosa lupulagem. Como pede o protocolo, bastante herbal e cítrica no aroma, e na boca um amargor de responsabilidade!

Cerveja Karpens

Infelizmente não tenho registros da deliciosa Märzen oferecida pelo grande Thomaz. Mas ficou na memória. Vermelho acobreado, levemente turva. No sabor maltes especiais e lupulagem suave, muito refrescante. Será sem dúvidas a cerveja que mais irei beber no Uaiktoberfest.

Cerveja Artesana

O cervejeiro Mauricio foi um dos cervejeiros que garantiu a presença de cervejas agressivas com sua Strong Golden Ale  a  – Ducão

Breja com mais de 8% de teor alcoólico que se apresentam sem piedade! Bem turva e de baixa carbonatação, final adocicado o que parece sugerir mais álcool ainda. Ideal para saborear um espeto de Porco que era vendido na festa.

Não consegui degustar a ESB. É esperar a próxima oportunidade.

Pra variar infelizmente  não consegui beber todas. Na próxima quero provar a Cerveja Barbante (JF), Lisboa, Ave César entre outras que estavam presentes e não consegui provar e registrar.

Fica os parabéns à turma da Taberna do Vale pela grande festa e aos amigos homebrewers que garantiram excelentes cervejas. Sem dúvidas a Bierfest da Taberna do Vale entrará para o calendário oficial dos cervejeiros brasileiros.

Mais informações e registros do evento você confere no site da Taberna:

http://www.tabernadovale.com.br/2011/09/resultados-do-1-bierfest-taberna-do.html

Saúde!

Patricio

Anúncios

3 Respostas to “Bier Fest Taberna do Vale”

  1. Obrigada pelas observações! Excelentes comentários, como sempre! Grande abraço, Lela e Patrus

  2. Gleusa Dayrell Says:

    SENSACIONAL

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: